sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Coisas do meu pai

Peço-lhe para me marcar uma consulta na médica de família a uma Segunda-Feira. Só naquela de não poder faltar às aulas à Sexta-Feira.

Semanas depois, marca-ma para uma Quinta-Feira.
Sabendo que não posso faltar nem à Quarta-Feira, nem à Sexta-Feira.

Ora então, era suposto sair da aula às cinco da tarde a correr para a central de camionagem para não perder o autocarro e chegar a Lisboa às nove e vinte da noite, se tudo corresse bem. Para na manhã seguinte estar na médica, almoçar, ficar por casa duas horas e voltar para a Covilhã.

Pormenor: foi marcar no dia em que nem à Quinta-Feira posso faltar. Tenho um texto para debater na aula desse dia.

Pai, gosto muito de ti, mas não podias ter acertado mais ao lado?

2 comentários:

  1. O que conta é a intenção, os pais são sempre assim (:

    ResponderEliminar

Comentários são sempre bem vindos!